quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

“As vantagens de se consumir um alimento orgânico são muitas”


Paulinho Leite

Diário de Araxá (MG)
A agricultura é uma das maiores atividades do nosso país, gerando muitos empregos e movimentando a nossa economia, além de nos fornecer uma grande variedade de tipos alimenares. Coma necessidade de se poluir menos, foram feitos alguns estudos resultando nos produtos orgânicos.
Os alimentos orgânicos são cultivados sem nenhum tipo de química: agrotóxico, adubos ou fertilizantes. Os produtos apresentam crescimento natural, preservando o solo da contaminação e conseqüentemente os lençóis freáticos, animais e o consumidor.
No ano de 1990 foi criado o “selo verde”, usado para identificar esses produtos e dar segurança ao consuidor de que tal alimento foi cultivado de forma que não polui o meio ambiente. Esse selo ainda é usado, auxiliando-nos na hora das compras. Dois anos após foi realizada a ECO92, na cidade do Rio de Janeiro, criando o termo sustentabilidade, a integração do meio ambiente com o desenvolvimento econômico de uma forma balanceada visando o crescimento controlado.
As vantagens de se consumir um alimento orgânico são muitas, dentre elas a maior concentração de nutrientes, a maior durabilidade, o sabor totalmente real, a isenção de prejuízos à saúde, etc. A única desvantagem atualmente encontrada é o preço do produto, chegado a custar três vezes mais que o produto não orgânico.
A cada dia surgem novas alternativas para cultivo de produtos orgânicos, seja nas hortas em lotes, mandalas com peixes, a pequena lavoura do produtor que sai vendendo de porta em porta, ou até mesmo a própria hortinha no quintal de casa. Ideal seria um preço acessível a todas as camadas da população. Porém, lembrem-se que as formas de produção estão ao alcance de todos e parte de nós a vontade de eliminar de vez do nosso cardápio os agrotóxicos, adubos e fertilizantes.
Original em: http://www.diariodearaxa.com.br/Materia/Colunista/Paulo-Henrique-Leite/2011/10/Alimentos-organicos/540.aspx

Nenhum comentário:

Postar um comentário